Oque é PHP? Devo aprender para usar o WordPress?

Shares

Você já se perguntou o que exatamente é o PHP? No entanto, todo internauta já ouviu falar no PHP ou usa alguma ferramenta desenvolvida com ele, a maioria tem somente uma ideia do que é o PHP e como ele funciona. Este artigo irá te mostrar algumas informações básicas sobre o PHP.

PHP é uma linguagem de programação; É a sigla para Personal Home Page/Forms Interpreter. PHP é uma das linguagens padrão na internet, ao lado de HTML, CSS e JavaScript. Com o conhecimento de PHP, você pode modificar os sistemas CMS da maneira que desejar.

Versões do PHP

Rasmus Lerdorf criou a primeira versão do PHP em 1994, para monitorar os usuários que visitavam o seu site. pouco tempo depois, as pessoas começaram a pedir para usar as ferramentas desenvolvidas por ele no seus próprios sites, então em 8 de Junho de 1995, o autor publicou o código fonte (PHP Tools 1.0) para o público.

Em 1997 aparece o PHP/FI 2.0. Tinha dezenas de milhares de usuários e mais de 50 Mil domínios. Um ano depois, um grupo de desenvolvedores reescreveu todo o código, criando assim, o PHP 3. Graças a essas modificações, usuários agora podiam estender as funcionalidades da linguagem adicionando a ela novos módulos.

Em 2000 é lançado o PHP 4, melhorando a performance, segurança e oportunidade de desenvolvimento da linguagem. Em 2004, o PHP já estava presente num total de 20% de todos os domínios. Nesse mesmo ano houve o lançamento do PHP 5, no qual permitia operações eficientes no Server-side, e usava o SQLite como mecanismo para o banco de dados.

O PHP 6 surgiu para introduzir os padrões de código único (Unicode). Em março de 2010, o PHP teve seu trabalho suspendido devido a falta de progresso e disputas internas entre os desenvolvedores que lideravam a linguagem. Portanto, alguns dos recursos foram lançados na versão 5.4. A comunidade votou para nomear a próxima versão como PHP 7, já que não cumpriria o objetivo principal do PHP 6 de introduzir suporte a Unicode. 

O PHP 7 nasce na metade de 2015. E com ele, seu principal destaque, uma sintaxe melhorada, que por sinal sempre foi um problema para os desenvolvedores. Já o PHP 8 foi lançado em novembro de 2020 para melhorar a performance dos sites. O PHP 8.2 continua em fase de testes até a postagem deste artigo. Contudo, é essencial manter o PHP atualizado. Conecte-se no seu painel de hospedagem e verifique se você tem o PHP 5 configurado. Caso não tenha, mude para uma nova versão. Você fará isso em apenas um click.

The elePHPant, PHP mascot

Informações básicas sobre o PHP

É a linguagem de programação dominante do momento, e esta presente em cerca de 75% dos domínios da internet. Uma grande parte de aplicações existentes na web foi desenvolvida com PHP. Isso inclui, sistemas de gerenciamento de conteúdo, Fóruns de discussão, Aplicações de e-mail e clientes de banco de dados.

Os scripts em PHP são bastante flexíveis; Eles podem ser partes de um programa, aplicação e também de sites, bem como aplicativos autônomos com uma interface gráfica. A sintaxe do PHP é inspirada no C, Java e Perl syntax. Contudo, no PHP, todo código deve estar dentre as tags “<? Php” e “?>”.

Os scripts são executados no lado do servidor. Então, se o endereço de um site termina com ‘.php’, isso quer dizer que tem um script PHP rodando lá. Quase todos CMS’s, incluindo WordPress, são escritos em PHP. Tanto quanto, os plugins e muitos outros componentes do WordPress.

Eu precisso do PHP para o WordPress?

A resposta não é tão simples. Na verdade, pode haver duas respostas: Sim, você precisa do PHP, e não, você não precisa do PHP. Porque, isso tudo depende de como você quer utilizar o WordPress.

Vale lembrar, que o WordPress não é o CMS mais popular do mundo por que algumas instituições decidiram que ele fosse, e sim por que os seus usuários decidiram. A popularidade do WordPress vem de sua simplicidade por um lado, e dos seus recursos pelo outro. Não é incrível duas vantagens tão importantes combinar tanto?

Não, você não precisa

O WordPress é um script PHP bem escrito que é excepcionalmente expansível. Os criadores do próprio WordPress e de muitos plugins colocam grande ênfase na simplicidade. Graças a isso, você pode usar o WordPress sem conhecer nenhum idioma – nem HTML, CSS ou PHP. Plugins ou configurações de modelo podem fazer tudo por você.

Dessa forma, gratuitamente, você pode criar paginas bonitas e com muitas possibilidades sem precisar escrever sequer uma única linha de código. Porém, na hora de personalizar seu site, você ficara limitado a configurações e Plugins feitos para usuários gratuitos. Por exemplo, a imagem e a borda de uma logo, só podem ser trocadas uma única vez. Você não será capaz de mudar sua posição tamanho ou orientação.

Se você quer mais controle sobre o WordPress, você pode comprar Templates e Plugins premium. Você deve reconhecer que algumas mudanças, mesmo parecendo simples, podem se tornar um desafio. Contudo, você pode achar difícil alterar a posição da logo, exibir uma lista de entradas ou fazer com que a miniatura da entrada apareça na frente do título da postagem.

As dificuldades desses desafios vão depender de:

  • Conhecimento do tema que você esta usando. Você sabe no que clicar em um tema com várias opções para conseguir o efeito que deseja?
  • Conhecimento de plugins com os quais você pode resolver o problema
  • Sua resistência a pequenas falhas e sua vontade de testar diferentes soluções.

Sim, você precisa

Se você esta familiarizado com PHP, os desafios já mencionados podem ser resolvidos em alguns minutos. Então, para usar o WordPress sem dor de cabeça e com uma rápida adaptação, você vai precisar de conhecimentos básicos de PHP.

  • Habilidade para ler o código,
  • Conhecimento do código e da API do WordPress
  • a capacidade de fazer alterações simples no código quando alguém o orienta no caminho certo (por exemplo, discussão em um fórum ou código pronto para inserir)
Hello world in PHP

É bom aprender PHP, assim você não precisa adicionar 36 plugins ao seu site, cada um para resolver um simples problema. De fato, tem um Plugin para quase tudo, mas uma aplicação WordPress muito carregada pode acarretar em problemas, Crash com frequência, e alta vulnerabilidade à bugs e ataque de Hackers.

Exemplos de mudanças que você mesmo fará quando conhecer um pouco de PHP:

  • adicionar um novo tipo de postagem (tipos de postagem personalizadas),
  • exibir uma lista de entradas que atendam a critérios específicos,
  • esconder alguns elementos no back-end do WordPress.

Conclusão

O PHP é uma linguagem complicada para iniciantes. Vai depender de você, se vale ou não a pena aprender. Se você quer comprar Plugins e Templates preparados por outra pessoa, você não precisa do PHP. Quando você compra qualquer add-on WordPress, você recebe um suporte técnico do distribuidor. Logo, eles devem cuidar dos reparos, configurações ou qualquer necessidade de mudança do Template ou Plugin. 

De qualquer forma, se você não quer usar temas ou plugins já preparados, mas sim customizar um de acordo com as suas necessidades e preferencias, ou até mesmo fazer mudanças no seu próprio. O PHP será muito útil. Lembre-se, de qualquer forma, se você não precisar de nada disso. Aprender a programar em PHP pode ser divertido ou entediante. Não são todos que nasceram para serem programadores, e felizmente, é possível usar o WordPress sem precisar escrever uma única linha de código.

Se gostou desse artigo, então certamente você vai amar a plataforma de hospedagem da UltaHost. Tenha um time de suporte durante 24H. Uma infraestrutura poderosa focada em, auto-escalação, performance e segurança. Nos deixe te mostrar a diferença! Conheça nossos planos!   

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Previous Post
Get a Free Domain Name

Como conseguir um nome de domínio grátis(incluindo .com)

Next Post
5 Reasons You Should Get a .io Domain

5 razões pelas quais você deve ter um domínio .io

Related Posts
 25% off   Enjoy Powerful Next-Gen VPS Hosting from as low as $5.50